Cada um dá o que tem :)



Aqui só existe o bem,
Se você me deseja o mal,
Eu te desejo amor 


E como diz Zé Ramalho, "impera quem traz o bem". E eu trago comigo essa máxima, nós somos e emitimos aquilo que existe em nós. Nós doamos aos outros aquilo que transborda em nosso coração. Não adianta andar na rua posando de boa samaritana se na prática você emana outra coisa. Se na verdade você não sabe ser dona de si mesma, não domina suas emoções e seus impulsos, coleciona raivas e rancores injustificados que só fazem mal à você mesma. 

Olhe para si e desnude-se de todos os seus conceitos. Pratique a auto-crítica e pergunte-se: as minhas atitudes estão de acordo com os princípios que eu acredito? Eu ajo de acordo com as virtudes que eu acredito ter? A minha moral permite que eu prejudique a paz e a vida de alguém? Pense. Isso é só entre você e sua consciência. Não precisa se envergonhar por constatar que você se auto-sabota. Simplesmente algumas pessoas (fracas) guardam rancores e envenenam o próprio coração e esperam que a outra pessoa morra. Perdem a serenidade e agridem os outros injustificadamente na tentativa de preencher o vazio no peito atormentando a vida alheia, como se isso trouxesse felicidade. E traz sim, uma pseudo-felicidade que se vai tão logo quanto você perceba que suas tentativas de estragar a felicidade do outro foram em vão.

Eu sinto dizer, quem se sabota não consegue ser feliz. Quem age por debaixo dos panos não consegue ser feliz. Quem finge amor e felicidade, vivendo de aparências, não consegue ser feliz. Quem machuca, fere, agride, roga pragas, finge um amor a Deus dentro da igreja mas age em completo desacordo com Seus ensinamentos do lado de fora, não consegue ser feliz. Felicidade é paz de espíritoE é absolutamente impossível se ter paz semeando o ódio, a mentira, agindo de maneira dissimulada e sendo mau caráter. 

Coloque a mão na consciência, você é a pessoa que gostaria de ser? Foi isso que você planejou para sua vida? Você dá as pessoas aquilo que gostaria de receber? Vamos lá, pense. Ou esse seu coração podre é tudo o que existe em você? 

Talvez eu esteja exigindo demais de você que não tem nada para dar, que passou a vida colecionando desamores e carrega uma bagagem de amargura e desespero no coração. Nem todos tem a sorte de ter uma vida completa, sendo amada e vivendo plenamente uma felicidade real, porque essas coisas são conquistas e não imposições. E talvez seja meu erro pensar que da sua bagagem possa sair algo bom, se você só colecionou coisas podres a vida inteira... Então, como oferecer o seu melhor se até o seu melhor não presta?

Eu continuarei dando o meu melhor, mas dessa vez, sem esperar algo a altura porque ninguém pode dar o que não tem. Continuarei dando aquelas coisinhas que "aprendemos" quando crianças, como respeito, educação e boas maneiras, assim como minha rainha me ensinou. Mas acima de tudo, continuarei transbordando amor, continuarei desejando coisas boas ao próximo, continuarei acreditando na vida e no valor das pessoas. Continuarei excluindo da minha vida o que não me faz bem e o que não presta, e continuarei retribuindo o mal com o bem, amando meus inimigos, fazendo o bem aos que me cercam e orando pelos que me desejam o mal, como pediu Jesus.


Não te deixeis vencer do mal, mas vence o mal com o bem. 
(Romanos 12.21:21)

Receba os posts por email. Prometo só enviar coisa legal!


Booking.com

0 comentários:

Deixe aqui o seu carinho :)

Copyright © | 2018 Blog da Sah