Últimas

Galeria

Slide

Dicas Festas Feminices Check-in Minha História Samara Melk | SM GYM

É pura vida, é Costa Rica!

(Praia Jaco)

Inesquecível! É melhor palavra para definir essa viagem. A começar pela complicação em sair do Brasil, haha. Atraso, nome errado na passagem e compra de novos tickets fizeram parte do roteiro ainda em Fortaleza. Complicações superadas, lá vou eu em uma maratona FOR - GUARULHOS - LIMA - SAN JOSÉ, saindo de Forta às 22:30h e chegando na Costa Rica por volta das 14h horário local. Exausta? Siiiiiim! Mas feliz como nunca!

Logo na chegada em San José tive que encarar um carro da capital à Puerto Viejo, parte caribenha (e mais bonita) da CR. Foram em torno de quatro horas até chegar lá e eu nem preciso falar que dormi a maior parte do percurso né? Rsrs.

A cidade é bem pequena e logo na entrada existem vários bares e lojinhas, um charme que me que fez lembrar de Jeri, especialmente por ser bem descontraído e não haver necessidade de calçar mais do que um par de havaianas. 

A região recebe muitos turistas, especialmente americanos, e a influência jamaicana vem com força total no reggae e no estilo de vida. A noite é bem movimentada nos bares e restaurantes, que fecham em torno da 2h da madrugada. Mas não deixe para ir jantar depois das 9h pois eles passam a servir apenas bebidas e não vai ser legal beber de barriga vazia, vai por mim, rsrs.

(Puerto Viejo)

Em Puerto Viejo eu fiquei na pousada Physis, de um casal americano e canadense que são super simpáticos. Orientaram sobre passeios, restaurantes, bares e tudo de mais bonito que tinha pra fazer na região, o difícil foi acompanhar o sotaque e a velocidade do inglês nativo deles, haha. Nessa região eu curti e praia que dá nome ao local, bem como Punta Uva, onde levei a máscara de mergulho pra ver os peixinhos nas águas limpinhas e cristalinas, um barato! Além disso, eu como adoradora de animais que sou, achei o máximo a liberdade e o carinho que as pessoas por aqui têm com os cachorros. Eles andam soltos por todos os lugares e fazem a maior festa brincando na praia.

Outra coisa interessante são as estradas. Bem rústicas, apenas de pedras e areia. Só existe asfalto na área principal, normalmente as rodovias que dão acesso às principais cidades, e dentro das cidades apenas encontramos a mata e as estradas sem pavimentação. Também não vi muitos ônibus e segundo as informações que obtive, eles apenas circulam durante o dia e não existe um número tão grande, dificultando a locomoção se você não tiver o seu próprio carro. Além disso na hora de alugar, é interessante optar por modelos mais altos, que dão uma estabilidade maior para desbravar os locais.

E a segurança gente? Fiquei pasma! Nem sequer existem muros nas residências. Eles dividem seus terrenos com 'cercas vivas', que são aquelas paredes construídas apenas com plantas, para dividirem as propriedades. Todas as casinhas ficam com os terrenos abertos, carros nas garagens e uma escuridão que é impossível enxergar mais que dois metros diante dos olhos. E as bikes estão por todos os lados! Nativos e estrangeiros são adeptos do pedal e é uma ótima maneira de aproveitar a natureza.

(Pessoas bicicletando em todos os lugares)

(Punta Uva)

Depois de quatro dias nesse paraíso, o destino foi o Vulcão Arenal, em La Fortuna. Apesar do caminho ser bem longo e estar um dia bem nublado, ainda sobrou tempo e disposição para uma passadinha no Sky Adventures, um parque em arenal onde eu fui conferir o Sky Trek, uma modalidade de esporte onde passamos entre as copas das árvores, na floresta, em uma espécie de tirolesa que se estende entre os canyons e proporcionam uma vista incrível das montanhas, bem como do vulcão. Foi super emocionante! No final do post eu deixo um vídeo com pedacinho do que foi essa aventura.

(Vista do vulcão na recepção do Sky Park)

(Vulcão Arenal - La Fortuna)

Como o esperado, estava um dia bem nublado e acabou chovendo a noite quase toda (setembro é a época de chuvas lá). Então a saída foi curtir o restaurante e bar do hotel mesmo. O hotel foi o Volcano Lodge & Springs, simplesmente incrível! Além de ser super preservado e  organizado, a piscina de águas termais que vinham direto do vulcão foi algo perfeito para relaxar da longa viagem de carro até lá.

(Piscina de água termais)

Após três dias segui viagem para uma praia no Pacífico que leva o meu nome, Samara Beach. O local é bem charmoso e pequeno, e todos os estabelecimentos levavam o nome do local, algo que foi bem divertido de ver, rsrs. A praia, assim como as outras por onde passei, tinha a mata em volta bem preservada, e diferentemente das demais, possuía restaurantes e serviam também bebidas e café da manhã. O centro era bem pequeno e dava para fazer tudo a pé mesmo, ponto para quem quer sair a noite para beber.

O ponto negativo é que não tinha muitos atrativos na praia ou no centro durante a noite. Além disso, achei a praia um pouco suja e mal cuidada, o que explica não ter muito turista naquela parte. E outra, nunca coma um sanduíche nesse lugar, sério.

(Praia Samara)

(Praia Samara)

Como fiquei um pouco insatisfeita com a praia, acabei indo para outra praia pertinho chamada Jaco e super acertei na escolha! A praia é linda, bem maior e desenvolvida, com um turismo relativamente grande e o público maior é de americanos (o que deu para praticar o inglês). A rua principal termina com um estacionamento e um calçadão que está em construção ainda, de um lado o mar e do outro alguns hotéis e bares.

Aqui foi o primeiro local onde eu encontrei muita gente na praia ao mesmo tempo, rsrs. Nos outros locais parecia uma praia particular, com uma ou outra pessoa por aí. Além disso, a praia tinha uma espécie de parque inflável no mar, e as pessoas pagavam ingresso e colete para ir até lá (por conta e risco deles). Não existia nenhuma barraca para dar apoio com comida ou bebida, porém, é possível alugar cadeiras e guarda-sol pelo dia na praia; também é possível comprar o prato feito no almoço, tem sempre alguém vendendo, além de cerveja claro. Não é uma comida bem elaborada mas na hora da fome resolve que é uma beleza, rsrs.

 (Jaco)

Depois de dois dias nesse local maravilhoso, é chagada a hora de partir e no caminho para a capital, dei uma passadinha pela ponte dos crocodilos, em Puntarenas. A parada foi bem rápida mesmo e só aconteceu porque eu vi uma canga linda com a bandeira da Costa Rica (Eu havia procurado em todos os locais e sem sucesso. Eles me explicavam que não é comum e que ninguém traja roupas estampadas com a bandeira pois é desrespeito). Óbvio que eu precisava parar e comprar né? Rsrs.

Aí além de dar uma olhadinha nas lojinhas de artesanato, tirar fotos com uns costarriquenhos que ficaram super empolgados ao saber que eu era brasileira, e me refrescar com o suquinho de frutas, aproveitei para ir na ponte ver os crocodilos enormes que vivem no local.

(Ponte dos crocodilos, Puntarenas)

Depois de horas de viagem para chegar na capital, é hora de dar uma voltinha pelo meu ponto inicial que devido ao problema na passagem, nem tive tempo de conhecer.

San Jose, tarde bem abafada e quente, boa pedida para uma caminhada pelo centro. O primeiro local foi a avenida principal, onde encontramos muitas lojas e restaurantes. Aqui encontramos de tudo, tal qual o centro das grandes cidades do Brasil. Me lembrou muito Fortaleza ver toda aquela gente caminhando de um lado para outro, enquanto uns gritavam anunciando seus produtos nas calçadas e outros faziam apresentações locais para ganhar algum trocado.

(Centro de San Jose)

Um coisa curiosa é o fato deles colocarem a bandeira da Costa Rica em todos os lugares. Todos mesmo! Na varanda das casas, nos bares, restaurantes, carros, na etiqueta de roupas, placas de carros e até na comida! Além disso os táxis são vermelhos, achei o máximo, rsrs. 

 (Restaurante Libanês)

Uma coisa que os costarriquenhos adoram é comida, e em todos os lugares por onde passei foi possível encontrar um restaurante com comida típica de outros países, como comida suíça, alemã e italiana (além da americana que é o que eles consomem mais aqui). Em San Jose eu encontrei um restaurante libanês e fiquei surpresa com a comida, é bem forte mas tem um sabor muito bom! Além disso, eu estava muito cansada de comer polo (frango) e salsa com legumes desde o dia em que cheguei, então foi bom poder variar.

Outra coisa que me surpreendeu foi o fato deles não comerem tantos frutos do mar como fazemos aqui no Brasil, tipo caranguejo, camarão e o próprio peixe com um arroz. Aqui a comida típica é bem temperada, com um cheiro bem forte e sabor apimentado e coberta de salsa. Posso até dizer que eles comem salsa com comida e não o contrário, rsrs. E para quem ama salsa assim como eu (ironia, odeio salsa!), foi um pesadelo. Também não é possível comprar as porções de comida como fazemos aqui, apenas o prato individual e nunca, nunca retiram a salsa, mesmo que você peça, haha.

Outro fato interessante é que aqui eles começam o dia comento baião de dois no café da manhã, com muita salsa! Haha. Além disso inclua aí muita pimenta, ovos, queijo, pão, presunto e um suco com um mix de frutas frescas (a única coisa boa do café, rsrs) e muitas frutas. E no pão? Mais salsa.

(Baião de dois no café da manhã)

Fui à alguns bares durante o dia pois não encontrei nenhum clube durante a noite. Achei interessante, parece que eles não curtem muito isso e preferem ir à um bar, conversar e ouvir um reggae. E não posso esquecer, na véspera de viajar um vulcão entrou em erupção e a capital ficou toda cinzenta, bem seca e os olhos ardiam muito, além do ar ter ficado notoriamente mais 'pesado' por conta das partículas. Foi assustador e bem estranho ver todas àquelas pessoas caminhando com máscaras e cobertas de pó, em um dia normal voltando do trabalho e agindo como se nada estivesse acontecendo. Meu medo era de que meu voo atrasasse no dia seguinte, rsrs.

 (Pub no Centro de San Jose)

Então é isso, amei a Costa Rica mas tive sérios problemas com a comida e apesar de ter um clima bem parecido com o do Brasil, nós vivemos de uma maneira bem diferente. Encontrei muita gente bacana, o povo é incrível, super prestativo e sorridente e foi uma pena eu ter passado o dia nacional todo na estrada e ter perdido os festejos. Quem sabe na próxima né?


Muito obrigada Costa Rica, amei suas imperiais e até a próxima! 

Ou como eles dizem: Pura vida!

Receba os posts por email, prometo só enviar coisa legal :)

Coloque seu endereço de email abaixo para receber atualizações toda vez que eu postar

9 comentários:

  1. Respostas
    1. Midian, você tem razão em dizer que precisamos conhecer o mundo, mas eu tenho que te falar, quando a gente viaja, tudo o que vemos nos faz lembrar com saudade do que nós temos aqui, rsrs. O mundo é lindo, Costa Rica é um sonho, mas nossos litoral é igualmente incrível!

      Obrigada pela sua visitinha e pelo carinho! <3

      Excluir
  2. Que lugar lindo!! Que invejinha branca hehehe muito boa a postagem e que lugar maravilhoso, mulher, arrasou! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Duuuuda sua linda, obrigada viu! A Costa Rica me surpreendeu pela beleza e pelas comidas, rsrs.

      Volte sempre e beijocas!

      Excluir
  3. Lugar maravilhoso!!!!
    E esse cachorro? Nosso ele é lindo!!!
    Não imaginava que Costa Rica é tão lindo assim!
    Bjs,
    http://emagrecendonovoestilodevida.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaaa nem eu viu, fiquei surpresa com tanta beleza!

      Excluir
  4. Olá, que lugar maravilhoso, adorei as fotos...pelo jeito você curtiu muito.

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Raquel, obrigada pelo carinho! E sim, curti demais, foi incrível! Rsrs.

      Excluir
  5. Olá,
    Simplesmente fiquei encantada com todas as fotos que você tirou.
    Sinceramente não é um lugar que visitaria logo de cara. Isso porque moro no interior de SP quase divisando com Mato Grosso do Sul e é um calor do caramba. Já que eu não gosto de calor, isso não me faria escolher as praias rsrs.
    Quero um dia fazer uma viagem para o Canadá, Finlândia ou Russia na época do inverno para aproveitar muita neve!!!
    A foto que mais me intrigou foi com os crocodilos, isso sim eu gostaria muito de ver.
    Fico feliz que tenha gostado tanto da Costa Rica!

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Deixe aqui o seu carinho :)

@samaramelk no instagram